O Intimo Colorido se inspirou na permacultura para criar seu modelo de atuação social. Você já ouviu falar em “bola de semente”? Elas são pequenas bolas feitas com argila, compostos orgânicos, sementes e água, que servem para semear flores, frutas e outras plantas. Geralmente são lançadas em terrenos baldios, praças, beira de estradas e áreas sem vegetação. Elas são extremamente férteis e com o tempo são capazes de alterar toda uma paisagem, trazendo para o lugar uma nova atmosfera, alterando todo cenário.
   Usando a “bola de semente” como metáfora, os projetos do Intimo Colorido possuem essa mesma intenção, a proposta é de atuar semeando, em contextos específicos, projetos carregados de conteúdos férteis para que eles possam florescer. 
   Esta “bola de semente”, que é o Intimo Colorido, envolve nos seus compostos conteúdos referentes a Psicologia, Filosofia e artesanato. Porém a paisagem a qual se pretende alterar refere-se ao universo subjetivo das mulheres envolvidas em questão, ligados a crenças e valores de cada uma em sua singularidade, considerando às influências da cultura, experiências e histórias de vida. 
   A proposta é de levar "cor" para o universo íntimo dessas mulheres, colorir neste sentido é compreendido como a produção de novos sentido.  O foco é atuar junto a vidas que, em algum nível, estavam sendo vividas em “preto e branco”. Assim como os terrenos secos, sem vegetação.  
   Para colorir a vida de uma mulher, o Intimo Colorido conta em suas práticas com uma série de conteúdos teóricos que são utilizados como suas ferramentas e instrumentos de cultivo. Esses conteúdos são transmitidos durante as Oficinas de Artesanato que são oferecidas como possibilidade de fonte de renda alternativa. Porém, diferente do que muitam pensam, não é somente a questão econômica que deve ser alterada para melhorar a qualidade de vida de muitas destas mulheres. 

  Dentre os conteúdos trabalhados estão reflexões referentes a importância do Cuidado de si (Foucault), sobre a importância dos Afetos (Spinoza), e sobre o Projeto de ser (Sartre) de cada participante. Além da relação destas mulheres com seu Corpo e Sexualidade.
   Esses conteúdos são trabalhados sempre em grupo. Cria-se um Espaço de Convivência, onde saberes singulares vão sendo construídos coletivamente. Os conteúdos são transmitidos sempre de forma sensível, através de música, trabalhos com o corpo, dança, contato, poesias, filmes etc.  
   Esses são alguns pressupostos que o Intimo Colorido utiliza como ferramenta para contribuir para o empoderamento destas mulheres. Para se mensurar as mudanças de postura interna de uma mulher não é possível avaliar de forma quantitativa, é preciso fazer uso de uma ótica qualitativa.  
  Intimo Colorido acredita que trabalhar com as mulheres é trabalhar com o coração de uma comunidade. Uma mulher doente psicologicamente significa, muitas vezes, uma mãe doente, que acaba por representar uma família doente e famílias doentes representam uma sociedade doente. 
   Colorir a vida dessas mulheres é sinônimo de empodera-las.

O Intimo Colorido atuando com uma "bola de semente"

"Florescer exige passar por todas as estações"

                          (Ita Portugal)

+351 917757315